quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Uma Dor

Ontem, com muito lamento,
uma parte de mim morreu.
Preciso de um isolamento
para entender tudo o que aconteceu.

Minha cabeça está a mil,
não para de fervilhar.
Nem o vinho que a tonteia
não a consegue segurar.

Desculpem,
mas vou me calar
até que estas negras nuvens,
possam de mim afastar.

As dores
de minha fantasia
Me atormentam de noite
Me afligem de dia

Solitário sem parar
o coração
Se põe a jorrar.
O pranto vão.

Infinita criatura
Perdidas nos sonhos teus
Deixa de lado a candura
Acorda para o mundo seu.

Um comentário:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Older
As duas músicas são lindas, mas Epitáfio é uma das maiores verdades que já ouvi.
Abração