quarta-feira, 4 de junho de 2014

Poema companheiro




Nosso primeiro encontro,
Foi meio que sem querer.
Foi quase um desencontro,
Sem saber o que fazer.

Mas você foi se chegando,
Me deixando sem ação.
E eu fui me entregando,
Foi falando coração.

E você se fez crescer,
Derrubando muito mito.
E eu feliz a saber,
Escrever sobre o dito.

Nas lágrimas você se faz,
De companheiro fiel.
Na alegria me trás,
As letras para o papel.

Poema meu companheiro,
Que há muito me acompanha.
És real e verdadeiro,
Como tudo nesta sanha.

E lá vamos nós de novo,
Esperando outro nascer.
Fazendo a alegria do povo,
Que nos gosta assim de ler.

Um comentário:

brisonmattos disse...

Que assim seja e assim encante a todos e a você mesma. Que a inspiração seja rotina na sua vida.Belo poema.