terça-feira, 24 de junho de 2014

Rota das estrelas




Um dia sem querer,
Encontrei você a andar.
E mesmo sem entender,
Me deixei levar.

Ancorou em mim,
Me fazendo de cais.
E ficamos assim,
Sem mais nada lá trás.

E um círculo se fez,
De maneira intensa.
A raiz formada na tez,
Se tornou imensa.

Como um em mil,
Este amor se firmou.
E meu ser sumiu,
Ou em você se deixou.

Perdido e encontrado,
Neste mundo tão belo.
Não penso em ser livrado,
Em ser tão sincero.

E na rota das estrelas,
Viajei sem fim.
Não vou deixar de tê-la,
Aqui dentro de mim.


Um comentário:

brisonmattos disse...

e na rota viajo também
estranhamente levo vc comigo
mas tem um porém
vou te querer só como amigo