sábado, 28 de junho de 2014

Sou louco



Peço perdão por te amar,
Desta maneira tão intensa.
As horas que passei a te olhar,
São imensas recompensas.

A velha canção que toca,
Me remete a um passado.
E a lembrança então convoca,
Tua presença ao meu lado.

Bebendo em tua boca,
Dos mais puros dos vinhos.
Me vem saudade louca,
Arrastando como moinho.

A tua doçura sem par,
E o teu afeto sincero.
Me fazem de novo sonhar,
Com tudo que eu espero.

Nem misteriosa promessa,
Ou unções dos dedos teus.
Farão andar depressa,
Este  amor que é só seu.

E perdão então te peço,
Por te amar loucamente.
Sou louco a ti confesso,

E só por ti somente.

Nenhum comentário: