domingo, 8 de junho de 2014

Escondido amor



Tenho escondido histórias,
Que não  pode ser contadas.
Todas cheia de glórias,
Mas que foram condenadas.

Que crime brutal cometeu,
Para merecer tamanha sentença.
Só foi algo que ocorreu,
De quando o coração não pensa.

E este amor maior,
Para nuvem voou.
Deixou um laço, um nó,
Que ninguém desatou.

Cantado em verso e prosa,
Jamais será esquecido.
Plantado entre mil rosas,
Será sempre meu abrigo.

2 comentários:

brisonmattos disse...

Que nunca caiam as pontes entre nós...

brisonmattos disse...

Em resposta...Um bom domingo.
https://www.youtube.com/watch?v=aNqtaKVFi3o