quinta-feira, 15 de julho de 2010

Quero alguém

Alguém pra compartilhar,
dividir,
e não para vigiar,
competir.

Alguém para dar
um bom dia,
comer pão quentinho
na padaria.

Alguém que eu possa dar flores,
amarelas,
e escrever de todos os meus amores
que tenho por ela.

Alguém para ir ao mercado,
ir ao cinema,
alguém para ir ao shopping,
alguém para ler um poema.

Alguém para no meu colo,
deitar,
e eu ficar olhando seu rosto por horas
sem nunca me cansar.

Alguém para acariciar
seus cabelos,
e querer sempre ser,
o que nunca pude sê-lo.

Quero alguém
que me entenda
e até as vezes
me repreenda,

Mas o faça com carinho,
com jeito,
afinal nós dois estaremos
aos erros sujeitos.

Quero alguém para agradar
e que também me agrade.
Que seja meiga e forte,
no amor e na dificuldade.

Alguém para beijar,
na hora que se der vontade,
sem saber se é de dia ou de noite
ou até se é de tarde.

Alguém para abraçar,
caminhar de mãos dadas.
Alguém para conversar
sobre futuro e até de coisas passadas.

Quero companhia,
quero amizade.
Quero nostalgia,
quero afetividade.

Quero lua cheia,
quero brisa de verão.
Quero você que incendeia
este sonhador coração.

2 comentários:

brisonmattos disse...

Ah...eu também quero um amor assim...o seu.Que poeminha mais gracinha!

Cris disse...

Meu amigo querido, ela vai chegar! Quando vc menos esperar. Se vc espera é pq acredita e quem acredita, sempre e sempre, alcança seus sonhos. Só há uma regra: não desista!

beijo pra vc