quarta-feira, 17 de março de 2010

Quem Sou Eu?

Quem sou eu?
Sou um nada.
Só uma sombra,
um cheiro no ar.

Alguém sem nome,
alguém sem rosto.
Sou mesmo um ninguém,
sou só um... a quem.

Sou um a quem,
a quem se agradece.
Sou um a quem,
a quem diz que não se esquece.

Sou um vento,
uma lufada,
que pode refrescar,
mas também incomodar.

Sou o que resolve,
Sou o que complica.
Sou o que socorre,
Sou o que facilita.

Quem sou eu?
Nem eu mesmo sei,
Sou só sombra pálida
Que pensa que ainda é rei.

4 comentários:

cristal de uma mulher disse...

Vc é tudo isto e eu também,em cada palavra uma verdade do dia a dia de cada um de nós...vc é objetivo e direto...gosto de tudo aqui...Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Oder
Quando alguém pede para me definir, não sei. Somos tantos em um só que fica complicado definir, mas isso não importa, o importante é deixar que cada um que somos, mostre o melhor que tem.
Grande abraço

Sonhadora disse...

Meu amigo
Todos somos alguma coisa, lindo poema.

Beijinhos
Sonhadora

Majoli disse...

Põxa, li esse poema e não comentei.
Quem sou eu?...Vivo a me perguntar e ainda não sei a resposta exata.

Mas não és só sombra pálida que pensa que ainda é rei, pense isso não meu querido, sejas positivo...sei que é difícil em determinados momentos, mas devemos insistir, nunca desistir.

Beijos no ♥