segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Palavras

Palavras sufocam,
dão nó na garganta,
retiram o ar que respiro,
me fazem desmaiar.
Palavras que
Antes de nascerem naturalmente
são abortadas.
Palavras que são retiradas
quase que a fórceps para nascerem
em um pedaço de papel qualquer.
Palavras não foram feitas para isto,
palavras foram criadas
para encantar os olhos
e ouvidos das pessoas.
Palavras podem trazer felicidades,
ou podem provocar guerras,
palavras são encantos,
palavras são dóceis letras
que juntam forma
uma nova palavra.
Palavras,
me encantam
Palavras,
me seduzem.
Palavras,
me deixam tonto.
Palavras,
me levam até você.

2 comentários:

Majoli disse...

Older, teve um tempo em que eu acreditava que minhas palavras tinham o poder de fazer um certo alguém entender o meu sentimento, apesar de tímida, eu encabulada pronunciava-as.
Sei que não as usei de forma errada, nem na hora errada, mas não fui compreendida, ou ele é muito cego e muito surdo que não as ouviu e nem entendeu.
Agora me calei, desidiludi.
Quem sabe um dia as palavras voltem de novo a ter encanto pra mim.

Claro quando é em relação aos meus amigos, a família, pôxa eles me entendem tanto.
Mas coração é bobo, queria que não só essas pessoas me entendessem, mas principalmente o homem a quem dediquei palavras faladas e ditas também pelo olhar.

Desculpe o desabafo, mas sua poesia me levou a isso.

Beijos meu amigo.
Tenha uma semana de paz.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Older
Palavra é tudo isso que você falou, mas temos que tomar muito cuidado com elas, porque palavras não voltam, e uma vez ditas, não temos mais como voltar atrás.
Abração