sábado, 27 de fevereiro de 2010

Longe de ti

Longe de ti não existe mundo.
Não existe céu e nem existe mar.
Longe de ti nada há de concreto
É até difícil vida, imaginar.

Longe de ti não há rosas e nem luar,
Não existe ar para se respirar.
Longe de ti não há flores,
Só dores, dores de amores.

Longe de ti os dias cinzentos são
Não há sol para aquecer e brilhar.
Longe de ti não há emoção
E nem um coração a pulsar.

Longe de ti os outonos são permanentes
Não terá nenhuma primavera a brotar.
Longe de ti eu não existo
Só me falta no sono eterno deitar.

Longe de ti.....
nem quero por um segundo imaginar.
Longe de ti só quero a saudade
Que de mim possas criar.

3 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Older
É realmente difícil ficar longe da pessoa amada. Só a saudade para diminuir a distância.
Abração

Sonhadora disse...

Meu amigo
Que lindo e nostálgico poema.
Tudo bom para quem amas.

Beijinhos
Sonhadora

Lianara Kerkhoff **Lia** disse...

Olá Older!!

Lindo poema!

Parabéns pelo blog!

Abraços
Lia♥