segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Retorno

O dia não conheço mais,
somente a noite escura.
Angústia brota assaz,
Conheço de sobra amargura.

Tenho todas as horas
Para pensar a vontade,
Na sua ausência sentida
E na falta que me fazes.

Peco por sonhar,
O sonho de uma vida.
Me perdoem por desejar,
pessoa tão querida.

Quando este sonho morrer,
Antes dele quero ir.
Não agüentarei mais viver
E nem sua falta sentir.

Meu coração está tomado
De sua presença graciosa.
É como sentir no jardim,
Delicioso cheiro da rosa.

Deixe o ciúme morrer!
Nossa insegurança se debater!
Nos ferimos sem querer,
E sofrermos por assim dizer.

Agora chora você aí.
Choro eu de cá.
Vamos voltar a sorrir
E de coisas boas falar.

Fique com Deus no peito
E também no coração.
De cá sinto saudades
E choro a solidão.

Não chorarei mais .
Prometi,
Chorarei escondido
Feito guri.

O velho menino a sonhar,
Guarde sua lágrimas no bolso.
Ela ainda vai voltar,
E tudo de novo começará.

2 comentários:

Luciana P. disse...

E tudo de novo começará... Que delícia ler isso! Adorei, Older! Muito bom! Vamos guardar as lágrimas no bolsdo e viver a vida, porque nada mais importa.

Beijos e ótimo início de semana pra você.

Cris França disse...

que lindo, assim seja! bjs