quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Sonhando

Será que há limites para sonhar?
A realidade,
Esta inimiga dura e fria,
não pode limitar meus sonhos.
Terei todas as fantasias
que meus sonhos permitirem
ou terei todos os sonhos
que minhas fantasias permitirem.
A realidade
não limita meus sonhos.
A realidade
não poda minhas asas.
Você,
e talvez nem eu,
não sabe o que eu faria
por um sorriso seu.
Você não sabe
o quanto de bem
me faz este seu sorriso
de menina-mulher.
Ele pode até vir pelo ar,
nas em ondas cibernéticas,
que encantará sempre
meu coração.
Você não tem noção
do quanto é belo
seu olhar,
este olhar
que me deixa paralisado,
que me enfeitiça,
só em poder admirá-lo.
Você não sabe,
e muito menos eu,
onde estes sonhos
me levam.

4 comentários:

Luciana P. disse...

A realidade só poda os sonhos de quem não sabe sonhar. E também estraga a vida de quem não sabe viver. Lindo poema, ele nos dá a ensação deleveza pela vida.


Adorei a receita e só não agradeci antes pq estou atrapalhada, voltei a toda trabalhar e a correria começou. Vou fazê-la, possivelmente neste fim de semana. Acho que deve ser uma delícia.
Valeu mesmo!

Beijos

Anônimo disse...

pois è...eu ando tomando cafe sozinha, mas nao menos feliz por isso, porque vivo dos meus sonhos tambem...assim como voce. Beijinhos. Ah...amei ouvir a Elba. rs

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
lindo sonhar, num belo poema.
Gostei muito.

beijinhos
Sonhadora

Majoli disse...

Gosto de te ler, apesar de andar desencantada, sem vontade de sonhar, quando venho aqui não tem como não "embarcar" nestes sonhos teus, nas tuas palavras, que também fizeram parte de mim um dia...ou ainda fazem e eu não quero mais admitir.

Beijos meu amigo.