quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Poemas e poetas

Saberão vocês
o que os poetas
querem realmente dizer
em seus poemas?
Acho que nem o poeta sabe
o que quer dizer o seu poema.
A cada leitura,
uma interpretação
diferente é dada.
A cada nova olhada
uma palavra nova surge,
ou é mudada,
para completar o poema.
Um poema
nunca está finalizado.
Ele é uma porta aberta
para as mais diversas mentes e visões.
Um poema é fruto de uma imaginação
e modificado a cada novo leitor.
E assim a cada nova leitura,
a cada nova interpretação,
o poema vai ganhando vida,
vai se transmutando,
e o seu poeta
vai ganhando eternidade,
na felicidade transmitida
por suas palavras.

6 comentários:

Tatinha disse...

Bom dia poeta!
Concordo contigo sobre ser responsável por aquilo que cativo... Nunca fugi da raia, menino!
Queria deixar aqui registrado a empatia imediata que houve ao conhecer este espaço e o dono da casa.
Espero poder contar com essa mais nova amizade pelo resto da vida!
Cheiros procê!

Wanderley Elian Lima disse...

Realmente amigo Older um poema é um porta prolongado, talvez sem fim, onde as idéias vão surgindo encontraláveis.
Um grande abraço

Ava disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ava disse...

O poeta escreve de acordo com suas emoções...

Se triste, se alegre, se feliz, se infeliz...

Assim vai juntando palavras... Um dia céu...outro, inferno...um dia noite... outro, dia...Um dia inverno, outro, verão...

Assim, um mosaico de sentimrentos vão compondo poemas e poesias que muits vezes embriagam quem os lê... Sem saber da dor ao escrevê-los...



Beijos, Older...

♥ ♥ Eu disse...

Olá poeta,
é um jeitinho gostoso de brincar com as palavras e quem sabe trazer alimento a quem delas precisar.

grande beijo!

Majoli disse...

Gostei Older, quantas vezes meus rabiscos já foram completados e interpretados de formas diferentes, depende do coração de quem lê.

Beijos e boa quinta feira pra você.