quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Em Minha Mesa

Em minha mesa,
Escrevo,
e percorro vales e rios,
montanhas e nuvens.
Em minha mesa viajo,
constantemente,
assumo os papéis que quero,
sou pássaro,
sou flor,
sou pulsante coração,
sou dor em profusão.
O fato de escrever
não me faz um escritor
ou poeta tampouco,
só me faz um louco
com idéias soltas
e um parafuso a menos.
Ao me afastar de minha mesa
no caminho para a cozinha
nova viagem se inicia
e volto correndo para cá,
afinal quem quer perder
uma viagem tão bela.
E de viagem, em viagem,
Faço relato,
para que outros
possam também
comigo viajar.

3 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Realmente Older, escrever é uma viagem, e o melhor a gente só gasta a imaginação.
Forte abraço

Luciana P. disse...

Hahahahaha, e o que seria dos poetas e escritores se não fossem as idéias soltas
e o parafuso a menos...!!!???

É justamente por causa disso que eles viajam e nos fazem viajar com eles nas mais diferentes histórias de enredos interessantíssimos...

Continue viajando, poeta, tô contigo nessa...
Beijos!

Márcia Alexandra disse...

oi querido!
Passei aqui pra ler tua poesia e pra deixar um abraço, com os votos de um excelente fim de semana!
Bjs