segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Medo do Escuro

Faz escuro lá fora,
mas eu canto,
canto baixo,
canto alto,
sigo cantando
tentando aos males espantar
e minha vida seguir,
mesmo na escuridão.
Antes este escuro me dava medo,
agora não, já estou aprendendo
a conviver com ele
e ele não é tão mal assim.
Para dizer a verdade
estou achando
acho que este escuro é ótimo,
pois consigo passar
despercebido de muitos.
Além disso,
é no escuro que
pequenos raios de luz
tem um brilho maior.
É no escuro
que as pequenas palavras,
sussurradas,
ganham amplitude.
É no escuro que o tato aumenta.
E cantando,
tateando,
buscando o brilho,
e escutando ruídos,
sigo feliz da vida
sem mais medo
do escuro.

11 comentários:

Elza Fraga disse...

Tem razão, é no escuro que a gente enxerga melhor raios de luz.
Não se vê estrelas na claridade!

Brigadim pela visitinha a minha contação da menina triste lá no TEMPO IN-VERSO.

Bitokitas, sucesso e luz procê.

Jou Jou Balangandã disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jou Jou Balangandã disse...

Vencendo desafios, é isso ai!
Lindo poema, parabéns!
Te desejo uma semana bastante iluminada!
Beijos

Tatinha disse...

Que honra imensa você me proporcionou se fazendo presente em meu humilde blog. Se me permite a ousadia, irei colocar-me como sua seguidora. Vi que estou iantede um poeta primeira linha e eu sou apraciadora de menes inteligentes!
Parabéns pelo seu belo, profundo e valioso espaço!

Tatinha disse...

eita... no meu afã de te elogiar, acabei escrevrendo tudo errado! Mas você inteligente como é, saberá ler e ver que foi erro de datilografia e não erro de burice extrema, hhehe uma burrice média, talvez!

Tatinha disse...

O post "homem maduro I" foi descrevendo você, juro que foi, hehehehe. Era de se esperar... você dizer que na "avidez de colocar no papel o que está na cabeça" faz as letras serem suprimidas. Isto só poderia vir da cabeça de um homem maduro e inteligente. Eita nós, mulheres privilegiadas por poder conhecer e apreciar mentes que pensam!

Wanderley Elian Lima disse...

Para perdemos o medo do escuro temos que enfrentá-lo, por mais que no escuro o brilho do raio de luz seja maior, a beleza do sol que tudo ilumina é majestosa.
Um grande abraço

Deusa Odoyá disse...

Olá querido amigo.
Seu poema é uma reflexão ao fundo da alma.
Vamos aclamar o brilho das estrelas, assim afungentamos o escuro que as vezes nos encontramos, a solidão como companheira.

Beijinhos doces, meu lindo.
Fique na paz.
Regina Coeli

Mariana disse...

As vezes eu tenho medo do escuro.
Tu acreditas?
Tenhas uma linda semana, produtiva e iluminada por Deus.
Sempre visito os blogs q sigo.
Beijos

REGGINA MOON disse...

Older,

Lindo Poema!!Seu Blog também me faz viajar em ótimas postagens!

Muito obrigada por sua visita!

Grande beijo e um bom dia!

Reggina Moon

Venha conhecer:

www.versoeprosapoemas.blogspot.com

Será um prazer...

Majoli disse...

Older, linda poesia...
É no escuro que o tato aumenta...ah o tato, sentido que nos eleva, que nos dá prazer...lindo lindo.

Beijos no ♥