sábado, 17 de outubro de 2009

Amiga

Olhei para trás
e nada vi,
além de você.
O que houve?
Até há pouco
estava cheio de gente,
agora todos se foram
só ficou você.
Como vigia de minha retaguarda.
Você anda comigo,
um pouco atrás,
não sei se é para ir se afastando,
aos pouquinhos,
para que eu não sinta tanto
tua ausência
e ir me acostumando
a andar só
ou pra manter a distância
confortável para não ocorrer
nenhum choque maior.
De qualquer forma,
obrigado amiga,
por pelo menos por um tempo,
ainda que curto,
caminhar
pelos caminhos meus.

5 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

É muito bom ter alguém que caminhe com a gente, mesmo não estando perto.
Um ótimo fim de semana.
Abração

Luciana P. disse...

"e ir me acostumando
a andar só'...

Acho que a coisa é mais ou menos por aí...
Quando a gente percebe esse distanciamento fica-se confuso, sem jeito, sem saber que rumo seguir, porém, ainda que de longe, se existe alguém para se olhar, se existe um caminho para se avistar, é porque existe esperança em se continuar sorrindo...

Beijos!

Simplesmente Outono disse...

Voltei.
Costumo ser de palavra.
E registro minha presença.
Eu, Simplesmente Outono.

Deusa Odoyá disse...

Olá meu lindo amigo.
Que bom...
pelo menos tens, um amigo por mais distante que ele esteja, sua alma sempre o acompanha.
Beijinhos e muita paz e luz.
Regina coeli.
aguardo sua visita.

Layara disse...

...sempre uma presença que nos conforta, mesmoo na distancia, vale a pena saber que temos amigos.

lindas Letras!

Muita Luz!