domingo, 14 de setembro de 2014

, (virgula)




Dois corações
  
Dois corações,
Separados pelo tempo,
dentro do momento,
Unidos por emoções.

Dois corações,
Maltratados pelo medo,
abortado ainda cedo,
Separados por razões.

Dois corações,
Entristecidos em um canto.
encobertos por um manto,
E vivendo de ilusões.

Dois corações,
Que nunca vão se deixar,
nem ao menos separar,
E que para sempre se amarão.

Dois corações,
em seus mundos escondidos,
dos olhares proibidos,
Amarrados em grilhões.



Acredito que na vida não há ponto final enquanto estivermos vivos, no máximo uma vírgula.



Nenhum comentário: