sábado, 20 de setembro de 2014

O que restou






Vai cansando os meus versos,
Cansei de rimar palavras.
Acho que eu já  me despeço,
Desta sina encantada.

Foram anos de loucura,
E momentos de prazer.
Minha alma ficou nua,
Para você me conhecer.

Tive até momentos bons,
De tristeza outros tantos.
Quem me disse que era um dom?
Escrever com alma em pranto.

E aqui eu vou ficando,
Relembrando o que passou.
O papel só me olhando,
E eu olhando o que restou.

Não direi que é o fim,
Mas a volúpia não é a mesma.
Talvez um conto de Grimm,
Traga de volta esta nobreza.

Enquanto a vida segue,
Cada qual tem seu prazer.
Que a vista não me cegue,
Para de novo poder te ver.

3 comentários:

brisonmattos disse...

o que é um conto de Grimm?
Não desanima nunca por favor.Você é "o" "a" melhor.

Older disse...

Conto de Grimm, são os contos de fadas dos irmãos Grimm, exemplo: Cinderela, O Príncipe e o sapo, Branca de Neve, Chapeuzinho vermelho, etc... publicados nos anos 1800.

brisonmattos disse...

obrigada. Eu não sabia quem eram os autores dessas lindas estórias.