domingo, 8 de abril de 2012

Ilusório

É um barco,
este meu coração.
Navega em um mar parco,
Singrando na ilusão.

Não é tão fácil,
Viver deste modo também.
Navegando no táctil,
Imaginando o além.

Acorda e adormece,
Pensando que é rei.
Aos pouco adoece,
Disto bem sei.

No ilusório navegou,
Neste seu meio de vida.
Cada pedaço que quebrou,
Formou nova ferida.

Neste seu mundo falso,
Das utopias se alimenta.
Viver tanto sobressalto,
Nem sei como ele agüenta.

Meu coração é uma criança,
Que nunca vai aprender.
Cai e se levanta,
E chora de tanto sofrer.

A vida ainda irá lhe ensinar,
De que nada é para sempre.
Voe enquanto durar,
Pois acaba de repente.




Boa Páscoa para você.


Um comentário:

brisonmattos disse...

eu tb sempre desejei a sorte de um amor tranquilo...Mas que ilusão! Um dia lindo de páscoa pra você também.Muito obrigada.