quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O Tempo





O tempo afasta,
Mas não apaga.
Acho que já basta,
De tanto desfaça.

Não “tô” podendo,
deixa da graça.
Vem cá correndo,
E me abraça.

Vem logo, beija,
e vamos ser.
Tudo que seja,
eu e você.


Um comentário:

Um Certo Vestido Azul disse...

EITA!