sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Classificado






Alugo ou vendo,
Um coração já cansado.
Precisa reforma, só vendo,
O quanto esta acabado.

Mas bate ligeiro,
E ainda voa.
É todo trigueiro,
A alguns afeiçoa.

Apesar de cansado,
E um pouco roído.
Está em bom estado,
Pode ser cerzido.

É pintado de cor,
Da cor do pecado.
Com um pouco de dor,
Até ser perdoado.

Meu coração é maneiro,
Ainda dá pro gasto.
Talvez dure um ano inteiro,
Apesar do seu rastro.

Mas ele é gentil,
Educado e carinhoso.
Num corpo senil,
Mas já foi vigoroso.

Quem afim estiver,
Entre em contato comigo.
Levarei até onde der,
Este meu coração amigo.

Um comentário:

brisonmattos disse...

Eu quis tanto esse coração cheio de prosa e verso, mas hoje é o meu que não alugo e nem vendo, pra ninguém.