domingo, 3 de novembro de 2013

Uma



Uma vida errada.
Uma vida curta.
Uma história contada.
Uma coisa maluca.

Uma alma deserta.
Uma rotina desfeita.
Uma vida incerta.
Uma atitude mal feita.

Uma falta de cores.
Uma fatia de nada.
Uma balança de dores.
Uma cerveja gelada.

Uma caminho distante.
Uma falta de carinho.
Uma imagem errante.
Uma roupa em desalinho.

Uma boca encontrada.
Uma história foi embora.
Uma mão entrelaçada.
Uma memória que mora.

Uma, no meio de tantas.
Uma, que só realiza.
Uma, que muito encanta.
Uma, que não é divisa.

Uma que chegou numa boa.
Uma que é tão terna.
Uma que não me magoa.
Uma que será eterna

2 comentários:

brisonmattos disse...

tem sempre UM caminho distante para se chegar em Uma casinha chamado paraíso.

brisonmattos disse...

gostei da poesia. Uma graça!