quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Você me faz






É você quem me completa,
no pouco que ainda tenho.
Você me faz poeta,
Escrever do que  mantenho.

Nas letras poder flertar,
Com o amor imaginado.
Poder de novo sonhar,
Com que havia acabado.

És meu ponto de exclamação,
Para as perguntas vindas.
Nas coisas do coração,
Sempre serás bem-vinda.

Farol nas noites escuras,
Estrelas, nas enluaradas.
Serás eterna pintura,
Beleza tão desejada.

No tempo vem refletido,
Teu nome como um sol.
Seguirei como escolhido,
Como faz o girassol.

E nesta eterna magia,
De viver o imaginado.
Bem que poderias,
Estar aqui ao meu lado.

Nenhum comentário: