sexta-feira, 8 de junho de 2012

A Quem me Esqueceu.

Cansei de mandar recado
E a resposta não chegou.
Agora vou ficar calado,
Enterrando o que passou.

Uma hora é chegada,
De certas coisas abandonar.
Bate uma vontade danada,
Fica difícil de suportar.

Mais tarde ou mais cedo,
Esta saudade te arranha.
Não tenho mais medo,
É só a alma que apanha.

A esperança é a única que morre,
Já se diz no popular.
Quando nada mais te socorre,
Nem adianta chorar.

É brigar, é lutar,
Com uma dor maior que você.
Não se entregar,
É o lema que se deve ter.

Não desejo mal nenhum,
A quem me esqueceu.
Afinal sou só mais um,
Num mundo que não é meu.

Tenhas todas a alegrias,
Digo isto de coração.
Viverei com as fantasias,
E um pouco de emoção.

Pego outro atalho da vida,
Sem jamais parar de caminhar.
Virar figura perdida,
Faz parte do divagar.

Um comentário:

brisonmattos disse...

aproveita que te esqueceram e morra...mas morra na sua...sem corneta e em slencio