quinta-feira, 28 de junho de 2012

Coração Estraçalhado

No nascente de uma lágrima,
Mora um mar inteiro de dor.
Em um mundo de lástima,
É onde existe o verdadeiro amor.

E na história que não é nossa,
Que se vai no tempo perdido.
Quando o pior se acossa,
nos leva ao lamento sentido.

Não sei o que se passa,
Neste mundo de perdição.
Embora tudo desfaça,
Ainda se vive da ilusão.

Poderemos viver cem anos,
E nunca entenderemos.
Todos estes desenganos,
Do tempo que perdemos.

No peito um vazio se instala,
Vemos o que era nosso se perder.
Não há mais nenhuma estrada,
O chão começa a ceder.

O imenso amor acabou,
E não vou vê-lo mais em mim.
O que passou, passou,
Não vou vê-lo mais, e fim.

Duas vidas se separam,
Os livros foram fechados.
As palavras se calaram,
Os olhos, avermelhados.

Nunca entenderei direito,
Esta eterna contradição.
Um cheio de amor no peito,
E o outro dizendo não.

3 comentários:

Aninha disse...

Bonito e Triste ao mesmo tempo!!!!

brisonmattos disse...

"nao tem mais vc e eu"
pois vou morrer dizendo não
vc tem vício de me machucar
chega de ferir meu coração

mARa disse...

...e de tudo ainda fica a POesia!

lindas letras!

bjo!