sábado, 31 de março de 2012

Meu Pedaço

Enquanto existia a ilusão,
Você guardava com carinho.
Um pedaço do meu coração,
No seu, bem no cantinho.

A ilusão não durou,
E um novo caminho se fez.
O fogo se apagou,
Você sumiu de vez.

Não lhe impedirei de ir,
é maior sua liberdade.
Não pense que eu irei desistir,
De recuperar meu pedaço de saudade.

Não importa onde estejas,
nem qual o seu caminho.
Serei sempre o que desejas,
Se não devolver meu pedaçinho.

Ele me faz falta,
Me sinto incompleto.
Ele muito mal salta,
Se sente muito inquieto.

Mande-o de volta,
De alguma maneira.
Não haverá revolta,
Talvez choradeira.

Só eu e meu pedaçinho,
Saberemos o quanto é sensato.
Dividir por um tempo carinho,
e depois virar anonimato.

Nenhum comentário: