quinta-feira, 5 de maio de 2011

Versos

Versos não servem para calar,
E sim para embalar.
Os sonhos perdidos
Ou os sonhos vividos.

Versos não servem para cegar,
E sim para enxergar,
O que esta além,
Aquilo que nos faz refém.

Versos não são para abafar
O corpo e a alma.
E sim fazer respirar,
Que tudo se acalma.

Verso não servem para meditar
E sim para abater.
Fazer desmoronar
O que não podemos ter.

Versos, são versos.
Conexos, transversos.
São o anexo,
Do que é expresso.

Versos são flores.
Versos são vida.
Os versos das dores,
São os que curam feridas.

Versos são tudo.
Versos são nada.
Versos são o absurdo,
Na vida que é levada.

Versos e nada mais,
São as expressões silenciosas
Do que ficou para trás,
De uma lembrança preciosa.

4 comentários:

brisonmattos disse...

Adoro seus versos...São especiais para mim, e espero que eles sejam sempre de sonhos, otimismo e esperança. Beijo

Renata Boechat disse...

Se tens versos é porque existem lembranças, se existem lembrnaças, é porque houveram momentos...e se foram preciosos...muito melhor!

Ana Paula disse...

lindo,adorei coração assim são os versos e poemas que embalam e acariciam os nossos corações. bjs da Ana.

Nosalai disse...

Gosto muito quando escreves!
Tens enorme habilidade com as palavras e as rimas sempre admirei a poesia em ti amigo!
Beijos!