domingo, 15 de maio de 2011

Para Ti

Faço de ti poesia,
Cantada em prosa ou verso.
De ti só tive alegria,
De mim só tiveste reverso.

Foi no encanto da magia,
Que surgiste em noite clara.
No meio de tanta gritaria,
Nosso momento era de calma.

Tendo a lua como cúmplice,
Dos momentos encantados.
Esquecemos das tolices
E voamos abraçados.

De vôo tão belo
Um novo ser se fez.
Vivemos no paralelo,
Alcançando a altivez.

Do vazio fez-se sustento,
Da calmaria, tempestade.
Da agonia do lamento,
Ficou foi muita saudade.

Do pranto esquecido,
Um sorriso apareceu.
Ficamos mais que amigos,
E um amor renasceu.

O que antes era sossego,
Apesar da confusão.
Hoje em dia é pesadelo,
Que atormenta o coração.

Nenhum comentário: