segunda-feira, 9 de maio de 2011

O Que Quero?

Os dias estão vazios,
você se foi,
é por pouco tempo,
eu sei,
mas sua falta é muito sentida.
Não sei o que quero,
mas acho que sei
o que não quero.
Um dia,
Em uma lápide
terá meu nome,
e talvez nesta tempo
já tenha descoberto
o que quero
ou o que não quero.
Não quero dor,
quero fervor
Não quero ilusão,
quero paixão.
Não quero vazio
e muito menos frio.
Quero calor,
quero amor.
Quero amizade
sem cobrança,
Não quero viver só
de esperança.
Quero falar,
E um pouco também guardar.
Quero ouvir,
E muito poder sentir.
Quero chegada,
E não partida.
Quero revoada
E não saída.
Quero assim,
Você prá mim.

Um comentário:

valquiria calado disse...

QUANTO SENTIMENTO...LINDO! OBRIGADA POR PARTILHAR.

ABRAÇO.