quinta-feira, 17 de junho de 2010

Leva-me

Tão forte e alto
é meu sonho dourado.
Tão alto e forte.
Que nem a morte o terá sepultado.

Tão vã é a vida,
De paixão mal nascida,
Qual flor desprovida,
De pétala colorida.

De te lembrar, esqueci.
De te amar, me perdi.
Uma saudade infinda
De tua boca bem vinda.

Se não fosse sempre assim,
De ti recordar,
O que seria de mim,
Pobre louco a vagar.

Deixo tombar os sonhos,
em medos tão medonhos,
da tua falta sentida
sem razões providas.

Prende-me em teus braços fortes
e delicados.
Beija-me com teus lábios macios
e adocicados.

Leva-me ao céu e deixe-me lá, ao lado dos anjos.
Depois de contigo viver,
Com eles tenho arranjos,
De nunca mais te esquecer.


3 comentários:

Cris disse...

Esse sonho é a eternidade do próprio sonho.
A promessa de nunca deixar de sonhar e mais que isso, viver...viver de sonhos. Viver cada sonho!

beijo grande pra vc

Wanderley Elian Lima disse...

Tem amor que é inesquecível, e mesmo distante continua presente em nossa vida.
Um abraço

mARa disse...

Perfeita descrição de Saudades. Amei!

Beijo!