quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Quimeras

Subi em meu monte mais alto de sonhos
ela te encontrei,
meio perdida, meio achada,
procurando também o impossível,
o eterno.
Linda menina, formosa mulher,
ambos estamos buscando quimeras
e só encontramos pedras, duras, frias e reais pelo caminhos.
Juntemos nossas pedras
e façamos nosso castelo de sonhos
no alto de nossa montanha
para que possamos ter nosso refúgio
das tempestades e dos ventos fortes,
dos trovões e raios,
da chuva fria que nos açoita.
Aqueçamo-nos na lareira de nossos corações,
alimentemo-nos com nossas ilusões,
adormeçamos, aquecidos,
cobertos com nossos sonhos.

Nenhum comentário: