quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Calou-se o coração




E fico pensativo
Olhando vago
Pensando na vida
Na falta de afago

Nas solidões
Alheias ou minha
Nos corações
Cansados de rinha

Olhar fica perdido
Sem horizonte a ver
Meu rosto desguarnecido
De emoção para se ter

No corpo só um vazio
Ou repleto de vastidão
Na boca nem mais um pio

Calou-se o coração

Um comentário:

Maria Rodrigues disse...

É tão triste quando o coração se cala assim.
Nostálgico e belo
Um abraço
Maria