terça-feira, 30 de julho de 2013

Confesso





Confesso que te deixei,
Por uma coisa boba.
Porquê nem eu sei,
Só sei que viraste loba.

Confesso que andei,
Sozinho pelas ruas.
Porque nunca saberei,
Nem mesmo pela boca tua.

Confesso que me espantei.
Com toda felicidade que havia,
Porque eu me espantei,
Era só deixar rolar a fantasia.

Confesso que fui um tolo,
Em desperdiçar tanto amor.
Porque eu sou tão bobo,
Era medo de sentir dor?

Confesso que me perdi,
Em descaminhos da mente.
Porque agora eu vou sentir,
Todo castigo que se sente.

Confesso que eu não sei,
Como te apagar agora.
Porque eu me deixei,
Te vendo a toda hora.

Confesso que confessei,
Mesmo não sendo entendido.
Porque eu não falei,
Quando o tempo não era perdido.

Um comentário:

brisonmattos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.