sexta-feira, 3 de maio de 2013

Que idade tenho





Tenho a idade do vento,
que passa muito rápido.
Tenho a idade do momento,
do momento imediato.

Tenho a idade do pássaro,
que  voa, voa sem cansar.
Tenho a idade do exato,
do exato tempo de continuar.

Tenho a idade da montanha,
que nos olha zombeteira.
Tenho a idade tamanha,
a idade de uma vida inteira.

Tenho a idade do palácio,
que perpetua para sempre.
Tenho a idade do larápio,
que furta o tempo de repente.

Tenho uma idade pequena,
Que flutua todo ano.
Tenho uma idade serena,
Uma idade que afano.

Tenho a idade, minha querida,
a idade da calma.
Tenho a idade da vida,
da vida de minha alma.

Nenhum comentário: