sábado, 11 de maio de 2013

Medo






Eu estava com medo,
Ai eu via a lua.
Achava que era cedo,
Para deixar a rua.

No meio da escuridão,
Ela o mundo iluminava.
Não sei porque razão,
Todo medo se acabava.

Não o que temer,
Com tão bela companheira.
Me deixo a vida viver,
Esquecendo toda besteira.

Minha linda companhia,
Obrigado por me seguir.
Seja noite ou seja dia,
Por ti me deixo seduzir.

Todo medo se vai,
E a escuridão também.
Você a mim não trai,
Sou seu eterno refém.

Nenhum comentário: