domingo, 5 de fevereiro de 2012

Recado

Porque insiste em se esconder,
E do que não sabe quer falar.
É melhor retroceder,
E esta sua boca fechar.

Deste jogo de gato e rato,
Eu já estou cheio.
É por isto que eu te trato,
Como um ser que não veio.

Quem te chamou na conversa
Ou pediu sua opinião?
Falas o que não presta
Com muita raiva no coração.

Me deixe seguir na minha,
Com meus erros e acertos.
Desta tua ladainha,
Eu não me apeteço.

Vê se some mais um tanto,
por uns dez anos talvez.
Ou então arruma um canto,
Que agüentem insensatez.

Meu recado já foi dado,
Para quem o merecia.
Agora vou ficar calado,
Pra não perder minha hegemonia.


Nenhum comentário: