quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A Gente Vê.

Quase sempre faço tudo,
Muitas vezes me arrebento,
Outras tantas me iludo,
E ai fica só lamento.

Deixo tudo de lado,
Para ficar só com você.
Fico mudo, admirado,
Em olhar o seu prazer.

Você não me entende,
Ou não quer acreditar.
Que sua vida de repente,
Parou de te sufocar.

A oportunidade é vinda,
Seja ela como for.
Se tens medo ainda,
Me avise por favor.

Não desejo sorte grande,
Só um pouco de prazer.
Vamos junto, adiante,
E depois a gente vê.

Se era para ser de fato,
Só o tempo vai mostrar.
Não será por falta de tato,
Que iremos bagunçar.

Vamos deixar deste jeito,
Cada um com o que é seu.
E o que for rejeito,
A gente entrega pra Deus.

2 comentários:

Majoli disse...

Older, nisso tudo o que vale é tentar, e com o tempo a gente vê no que vai dar.

Gostei muito de seus versos.
Beijos meu querido amigo.

Sonhadora disse...

Meu amigo

Como sempre os sentimentos à flor da pela com o tempo marcando o compasso da vida.

Um beijinho
Sonhadora