quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Mesmice

Falo sempre o mesmo assunto,
E não paro de falar.
Não consigo formar conjunto,
Que possa me agradar.

É lamuria,
é tormento.
É sofrer,
é chamamento.

Estou só,
e só me queixo.
Deveria é receber
um belo soco no queixo.

Para dormir em nocaute,
E nunca mais acordar.
Sem sonho que me sobressalte,
Talvez possa descansar.

Reclamo de barriga cheia,
Acho que é tudo fingimento.
Se algo me bambeia,
Lá vem de novo lamento.

A vida é curta demais,
Para assim desperdiçar.
Deixe o ruim para trás,
O resto mande se danar.

Nada irá trazer,
O que foi da vida passada.
Se eu me arrepender,
já sou página do livro virada.

2 comentários:

brisonmattos disse...

se sou de página virada...
De que adianta vir aqui...
acabo sofrendo pra nada...
vou alí comer um caqui...

brisonmattos disse...

errei...rs....kiui