quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Poesia Despreparada

Uma poesia despreparada,
É tudo que sei fazer.
As palavras não dizem mais nada,
Do que se tinha para dizer.

Elas se tornam vazias,
Quando tentam descrever.
O tudo que se vivia,
Quando estava com você.

Agora o amor é findo,
E nada há disto mudar.
O que era tão lindo,
Só se fez enfeiar.

Que pena que foi assim,
Tinha tudo para crescer.
Retirar alguém de mim,
É somente o que posso fazer.

Abortar é dolorido,
Mesmo que seja só fantasia.
Foi bom o que foi vivido,
Em um mundo de maravilha.

Depois que a fonte secou,
O jardim logo morreu.
O vento forte carregou,
Tudo aquilo que se esqueceu.


Um comentário:

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Adoro a tua poesia despreparada.

Beijinho com carinho
Sonhadora