sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Quantas vezes.

Quantas vezes, amor,
Mesmo sem te ter ao meu lado,
contei-te sobre meu amor.
Quantas vezes, amor,
Deslumbrei meus olhos
com tua ausente presença.
Quantas vezes, amor,
encantei meus ouvidos
com tua mudez ,
só de te imaginar
falando comigo.
Quantas vezes, amor,
caminhei ao teu encontro,
recitando poesias,
catando estrelas diurnas
perdidas no céu de meus sonhos.
Quantas vezes, amor,
ao estar ao teu lado
sorvi todo o ar,
que continha teu cheiro
para dele impregnar
minha alma.
Quantas vezes, amor,
deitei-me ao teu lado,
em silêncio,
e fiquei a noite toda
admirando tua beleza
Quantas vezes amor.....
quantas vezes.

Nenhum comentário: