quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

O Amor

O amor não vem feito para nós.
Não vem pronto,
não é só aquecer no microondas
e consumir.
Ele deve ser moldado por nós.
De maneira lenta, branda,
Deixando que o lento fogo da paixão
vá fazendo surgir
todos os seu sabores escondidos.
Depois que o amor está pronto,
e que provamos seu real sabor,
nada mais importa,
todos os outros sabores somem
e só ele prevalece
com total intensidade.
Na boca,
o seu mel é mais doce.
Na pele,
sua suavidade é incomparável.
Nos olhos,
nada é mais belo.
Na mente,
ele ocupa todos os espaços.
No peito,
ele dói,
dói de saudades.


Um brinde a você.

7 comentários:

brisonmattos disse...

Não gosto de amor temperado assim...pela demora.
Penso que dá mais trabalho. Corre o risco de azedar...de se contaminar por bactérias,de ficar mais exposto às intempéries.Gosto de amor temperado de manhã, revisto na hora do almoço e servido no jantar...com direito a vinho e sobremesa...e flores na mesa.Esse amor é aquele que não se pensa. Se vive tão intensamente que não se pensa se vai durar ou não...porque o que importa é aproveitar o agora.
Sei lá se amanhã não tô morta. rs
Um brinde à você também...pela maestria em conduzir a poesia.

Wanderley Elian Lima disse...

Amigo Older.
Desejo-lhe um feliz Ano Novo, cheio de realizações com muito amor e paz.
Obrigado pela força dada a mim através do meu blog. Espero que em 2019 estejamos juntos novamente.
Abração

Older disse...

Caro Wanderley obrigado a vc pelas visitas e pelas palavras tão carinhosas, Feliz 2010 para vc tb.
Cara brisonmattos, obrigado pela visita sua, apesar de não poder ver quem vc é, mas isto não importa, o importante é sua presença e suas palavras, obrigado mais uma vez. Feliz 2010.
Bjs, abs, apertos de mão, escolham.

Older disse...

Ah... brison, o amor assim como vc falou tb está levando o dia todo para ser degustado, gosto dele tb assim, mas aquele que vc encontra e pode se servir de imediato tb é muito bom.
Abs, bjs

Luciana P. disse...

E como saudade é um bicho incômiodo, não? Acho mesmo que o amor não foi feito para nós, mas, fazer o que se a gente vive se iludindo com ele?
Adorei a poesia de fim de ano.
Beijos pra ti, com ou sem uvas, com ou sem pulos nas ondas, com ou sem lentilhas... acho que o importante é termos a consciência limpa e paz no coração. Isso já é alguma coisa.

Beijos, older, feliz 2010!

Majoli disse...

Older, meu querido amigo, que em 2010 você continue nos presenteando com suas lindas poesias, nos dando o prazer de sonhar junto contigo, de viver suas rimas, seus desejos e seus sonhos.
Foi bom ter te conhecido, e espero de coração que em 2010 a gente se veja muito, muito aqui nesse lindo mundo da blogosfera, onde existem pessoas especiais assim como você.

Feliz 2010!
Beijos no teu coração.

Vivian disse...

...olá lindo poeta!


...hoje não venho aqui
para comentar seu post,
e sim para virtualmente
lhe deixar o meu carinho
e o meu abraço desejando-lhe
TUDO e NADA.

TUDO de bom,
e NADA de ruim neste 2010
que desponta com ares
de amor e paz!

e assim será!!!

um beijo!