quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Exposição





Me desculpe por expor,
de maneira tão direta.
Este sentimento chamado amor,
pela mulher que me completa.

Não adianta disfarçar,
ou esconder embaixo dos panos.
Uma hora vai estourar,
e revelar todos os planos.

Todos os sonhos sonhados,
e todos os beijos perdidos.
Estão bem fundo guardados,
em um coração aflito.

Que bate na esperança,
de tudo poder voltar.
E o amor que descansa,
vai de novo nos pegar.

E sacudir, e jogar no chão,
extasiado de tanto amar.
E poderá o coração,
enfim descansar.

Um comentário:

brisonmattos disse...

"Senta...Que lá vem estória..."