domingo, 16 de junho de 2013

Momentos





Cercado no quarto branco,
Ouço o vento passar.
Rodopia pelo canto,
Refrescando o lugar.

Afastando a solidão,
Ele a leva a força.
Alivia o coração,
Que já estava indo a forca.

Vento raivoso,
Que passa por aqui.
Renova este moço,
Que pensou em desistir.

Na tristeza que lhe vem,
Olha a moça na janela.
Ela está muito além,
Vivendo a vida dela.

Se  o vento me levasse,
Para depois das montanhas.
Acabaria o impasse,
Morreria esta sanha.

Na alta noite escura,
a minha mão estendo.
Buscando a mão tua,
Procurando um alento.

Nas frias paredes brancas,
Nada mais ao meu redor.
Só tua figura encanta,
Este momento pior.

Nenhum comentário: