sábado, 22 de junho de 2013

Esperando





Te espero para sempre,
como o sol, eternamente.
Olhando sempre para frente,
De onde viras sorridente.

Para os braços meus,
A ti, esperam abertos.
Envolvendo o corpo teu,
E te trazendo para perto.

Jurando nossos amores,
Com lágrimas rolando.
Trocando nossos calores,
dentro dos olhos olhando.

Por que perder tanto tempo,
Nesta vastidão de dor.
Já é o momento,
De acabar o pavor.

O que foi, esqueçamos,
ao que era voltaremos.
Afinal nos amamos,
e muito nos queremos.

Se esta for  a vontade,
estarei aqui esperando.
Se não for grande a saudade,
a vida vou seguir levando.

Um comentário:

Um Certo Vestido Azul disse...

é mesmo?