sábado, 2 de março de 2013

Esquecer jamais





Teu amor me enlouquece,
E me dá muito prazer.
Da vida até se esquece,
Da vontade de morrer.

Tuas carícias são intensas,
Como explosão nuclear.
A pele fica extensa,
Parece que vai estourar.

São tantas sensações,
Que não dá para descrever.
E o sofrido coração,
Sorri de tanto bater.

Nossos corpos se despertam,
Em um breve encontrar.
Nossos braços se apertam,
Não querendo se soltar.

Os dois lábios se beijam,
Em uma entrega total.
Nossos corpos se desejam,
Chegaremos ao final.

E na explosão suprema,
Do infinito prazer.
Surge um novo poema,
Que só falta escrever.

Palavras não existem,
Para tal coisa dizer.
Ao amor que conduziste,
Nunca mais vou esquecer.

2 comentários:

Alguém disse...

seria bom se fosse simples assim

Alguém disse...

Era tudo que ela poderia querer nesta noite