sexta-feira, 22 de março de 2013

Desenho sobre tela





O amor não é,
Pintura de aquarela.
Na primeira chuva que der,
Escorre pela tela.

O amor é pintado a óleo,
Que para sempre dura.
Mesmo que chova nos olhos,
Não mancha a pintura.

As vezes precisa ser restaurado,
Para suas cores avivar.
Sempre deve ser resguardado,
Para o teor não mudar.

Como pintura me vejo,
Ora óleo, ora aquarela.
Sou só o que desejo,
Desenho sobre tela.

Um comentário:

brisonmattos disse...

e assim vai ficar...
emoldurando a minha sala
Com a poesia há ditar
regras presas como tala.