quarta-feira, 23 de maio de 2012

Entrega

Em Teus braços
Me abrigo,
Rompo laços,
Meu amigo.

Aos Teus pés,
Meu joelho se dobra.
Só Tu és,
A quem tudo consola.

És socorro,
Quando tudo turva.
A Ti recorro,
Quando quero ajuda.

Embora o corpo envelheça,
a alma é renovada.
Embora não pareça,
Tenho nova alvorada.

Debulha todo o corpo,
Deixando só no sabugo.
É preciso trocar o escopo,
Para colher mais que tudo.

Mesmo ainda falhando,
Procuro em Ti me encontrar.
Tu estás me mudando,
Como barro de moldar.

Faz de mim um vaso
E de muito orgulho enche.
De quase tudo eu faço
Para conseguir ser nova gente.

Mudanças são conseguidas,
Guiando o que se pensa.
Vivendo uma nova vida,
Vivendo na mesma crença.

Só Um é o eterno,
Só Um é o salvador.
Só Um tira o inverno,
Só Um é todo louvor.

Nenhum comentário: