sexta-feira, 25 de maio de 2012

De Alta

Depois de um tempo de luto,
Retiro o negro véu.
Que novo sol venha com tudo,
Que se abra de novo o céu.

Chega de ficar chorando,
Aquilo que não vingou.
Entoar novo canto,
Esquecer o que passou.

Parar de ficar doente,
E sair deste hospital.
Passar a olhar em frente,
Esquecer o que faz mal.

Amores vem e vão,
como a noite após o dia.
Sofrer por um é compaixão
É viver de nostalgia.

Não sou o único no mundo,
a sentir toda esta dor.
Sou só mais um moribundo,
a sofrer a dor de amor.

O sol voltará a brilhar,
as flores voltarão a se abrir.
A primavera vai chegar,
e este inverno irá partir.

Da chuva,
não tenho mais medo.
Uma hora tudo enxuga,
seja tarde ou seja cedo.

O coração está vazio,
ou melhor está cheio de lugar.
O tempo do estio,
já está para acabar.

2 comentários:

brisonmattos disse...

compartilho do poema. Parabéns!

Majoli disse...

Que lindo Older!
Que esse teu coração vazio, seja preenchido do modo mais gostoso possível.
Beijos com carinho.