sábado, 19 de maio de 2012

Aprendiz

Escolho outro caminho,
Nesta longa estrada da vida.
Vou evitando espinhos,
E fugindo de nova briga.

Fica como lição,
De não se entregar de todo.
Afinal muita emoção,
É coisa que dura pouco.

Transformando o momento,
Experimentando o passado.
Deixando de lado lamento,
Deixando as mágoas de lado.

Aprendendo que tudo que posso,
Não posso a todo tempo.
Aceitando que o que era nosso,
Foi levado pelo vento.

Apontando para o norte
Em nova busca incansável.
Correr, quando der, da morte,
Deletar o imponderável.

Só amar e ser feliz,
Por um efêmero momento.
Voltar a ser aprendiz,
Viajar num pé de vento.

Deixar o corpo cair,
Em um lindo sonho eterno.
Sentir de novo fluir,
Escrever em novo caderno.

Novas letras vão formar,
Palavras de satisfação.
Até a tinta acabar,
Ou parar o coração.

Nenhum comentário: