terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Não te deixo

Não te deixo meus braços,
e sim os meus abraços.
Não te deixo meus lábios,
e sim os meus beijos.
Não te deixo meu coração,
e sim todo o meu amor.
Não te deixo meu corpo,
e sim a minha alma,
pois tudo o que eu não te deixei
se irá com o tempo,
Voltará ao pó,
e o que te deixo
viverá para sempre em você,
Nas nossas lembranças.
E estas sobrevivem,
ao tempo e ao espaço,
perpetuadas na memória.
O calor do abraço,
A doçura do beijo,
A enormidade do amor,
O envolvimento da alma,
Nada e nem ninguém
apagará estas lembranças.
Nada e nem ninguém
Se mostrará disposto ao desafio
Da entrega total.
Só quem ama.

Um comentário:

Cris disse...

eSSA MÚSICA É LINDA! LIN DA!

Só fica perdido em nós aquilo que queremos. Nossas lembranças são nossas jóias. tesouros sagrados. Nada nem ninguém tem o poder de mudar, excetro, nós mesmos.

Bom ser dono de recordações....rs

beijos