quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

A Morte do Amor ?

O amor morreu?
Não acredito. Quem o diria,
Mas ele estava tão bem,
Tão vivo, ainda outro dia.

A saudade tomou todo o peito,
não agüentou a solidão.
Apertou de tal jeito,
Que não suportou o coração

Passou a ficar na lembrança,
De quem do amor se lembrar.
Falar da esperança
De um dia, o amor reencarnar.

Mas se nunca mais ele vier,
Não se esqueçam,
Ele se foi desta vida,
Por muito amar a uma mulher.

O amor viverá para sempre,
No peito, escondido.
Ele se fará de deleite,
Em tudo que for sentido.

Não deixem o amor morrer.
Mantenha-o aquecido.
Assim não irás sofrer,
Por o deixar esquecido.


2 comentários:

Cris disse...

O amor não morre, apenas aquieta-se em algum lugar....rs
beijos

ciganinha, uma alma sonhadora disse...

ola meu caro amigo
vim visita-lo e deixar um enorme abraço e muito carinho
desejando um feliz ano novo
bjuus no caraçao

O amor nao morre apenas adormece para acordar ainda mais belo,